“É a afirmação da própria inviabilidade de apreender que torna o ininteligível verossímil, escancarando o foco sobre a cor pela cor, e a luz passa a traduzir os anseios de ser não sendo; em suma, um ensaio que se sustenta pelo hiato sincrético da contemporaneidade…” (Balbúrdio Filho)

Material Sintético

—Olha, tia, sou artista.